Portal Espirita
 
   Portal Espirita L.E.M.A.
    Legião Espiritual e Material de Ajuda
    Desde Janeiro de 2000

 


Membros
      Mapa   Mapa
 

"Na companhia sublime
Do amigo Excelso e Imortal,
Ns somos semeadores
Da terra espiritual." - Casimiro Cunha/Chico Xavier

"O mundo a nossa vasta sementeira e o Evangelho , sem dvida, o celeiro divino de todos os cultivadores da terra espiritual do Reino de Deus". - Emmanuel/Chico Xavier.

"H companheiros que se dizem contrrios divulgao espirita.
Julgam vaidade o propsito de se lhe exaltar os mritos e agradecer os benefcios nas iniciativas de carter pblico.
Para eles, o Espiritismo fala por si e caminhar por si.
Esto certos nessa convico mas isso no nos invalida o dever de colaborar na extenso do conhecimento esprita com o devotamento que a boa semente merece do lavrador.
O ensino exige recintos para o magistrio.
O Espiritismo deve ser apresentado por seus profitentes em sesses pblicas.
A cultura reclama publicaes.
O Espiritismo tem a sua alavanca de expanso no livro que lhe expe os postulados.
A arte pede representaes.
O Espiritismo no dispensa as obras que lhe exponham a grandeza.
A indstria requisita produo que lhe demonstre o valor.
O Espiritismo possui a sua maior fora nas realizaes e no exemplo dos seus seguidores, em cujo rendimento para o bem comum se lhe define a excelncia.
No podemos relaxar a educao esprita, desprezando os instrumentos da divulgao de que dispomos a fim de estend-la e honorific-la.
Allan Kardec comeou o trabalho doutrinrio publicando as obras da codificao e instituindo uma sociedade promotora de reunies de palestras pblicas, uma revista e uma livraria para a difuso inicial da Revelao Nova.
Mas no s.
Que Jesus estimou a publicidade, no para si mesmo, mas para o Evangelho, afirmao que no sofre dvida.
Para isso, encetou a sua obra aliciando doze agentes respeitveis para lhe veicularem os ensinamentos e ele prprio fundou o cristianismo atravs de assemblias pblicas.
O "ide e pregai" nasceu-lhe da palavra que pura luz.
E compreendendo que a Boa Nova estava ameaada pela influncia judaizante em vista da comunidade apostlica confinar-se de modo extremo aos preceitos do Velho Testamento, aps regressar
Esferas Superiores, comunicou-se numa estrada vulgar, chamando Paulo de Tarso para publicar-lhe os princpios junto gentilidade a que Jerusalm jamais se abria.
Visto isso, no sabemos como estar no Espiritismo sem falar nele ou, em outras palavras, se quisermos preservar o Espiritismo e renovar-lhe as energias, a benefcio do mundo, necessrio compreender-lhe as finalidades de escola e, toda escola para cumprir seu papel precisa divulgar."

(Andr Luiz, Opinio Esprita, cap. 37, Editora CEC

Entre tantos chamamentos ao trabalho de divulgao esprita, h uma mensagem inserida por Allan Kardec em O Evangelho Segundo o Espiritismo com o ttulo A felicidade no deste mundo (captulo V, item 20), que chama a ateno pela fora de expresso em determinado trecho. Solicito ao leitor ler e reler com muita ateno o trecho referido, que transcrevemos: "Deveis todos consagrar-vos propagao desse Espiritismo que j deu comeo vossa prpria regenerao. Corre-vos o dever de fazer que os vossos irmos participem dos raios da sagrada luz. Mos, portanto, obra, meus muito queridos filhos!".
Que belo trecho! Que convite mais direto! Que sagrada luz realmente a Doutrina dos Espritos! Quantas vezes j no repassamos os olhos por aquela mensagem e no havamos notado nas "entrelinhas" esta bela expresso assinada pelo esprito Franois-Nicolas-Madeleine, cardeal Morlot, em mensagem ditada em Paris em 1863.
As alegrias e o bem que nos tm proporcionado o Espiritismo podero igualmente iluminar os lares e os coraes de nossos irmos que ainda no tiveram acesso ou ainda no conhecem esses ensinamentos. E a quem cabe o papel da distribuio dessas luzes, seno aos prprios espritas em nossos grupos?

O estudioso da doutrina que se disponha a aprofundar-se no conhecimento de seus postulados e pesquisa de seus princpios e slidos fundamentos, para, posteriormente, divulg-los e coment-los, um arauto designado pela Espiritualidade, que se anuncia pela letra e no pela voz.

Dele requer-se dedicao, sacrifcios, tolerncia, senso acendrado de tica, ajuizamento dos fatos, mais com o corao do que com o crebro.

Dele requer-se o entusiasmo, sem que, contudo, a fidelidade dos fatos possa ser prejudicada.

Dele requer-se ponderao, ainda que seu ntimo esteja em brasa, ante intransigncias  e  incompreenses.

O divulgador esprita um interprete, um tradutor das verdades kardequianas, que, pelos vcios do galicismo, pela variao de sentido das palavras, com o passar do tempo, torna-se muitas vezes, de difcil assimilao por muitos. O divulgador esprita preparado para esta tarefa, porque nada, rigorosamente, obra do acaso.

O xito do divulgador esprita faz estremecer as organizaes de espritos menos felizes, pois, quanto menos entendam os espritas de sua Doutrina, mais fcil a semeadura de superstio, da descrena, da ritualstica, das "verdades" sem lastro...

Quanto mais evolua a divulgao esprita, menos xito tero os vassalos das interpretaes polemizantes, sem outro objetivo que no o de cindir, de desarmonizar. Eis a razo pela qual, tambm nesse campo, existe tanto personalismo, tanta vaidade, tantos interesses pessoais se sobrepondo ao coletivo.

A Doutrina Esprita precisa de sua divulgao.  No foi sem razo de ser que, em 1858, o Mestre Allan Kardec recebeu permisso da Espiritualidade Superior para iniciar a edio da Revista Esprita, no sem motivo que a divulgao esprita cresce e se desenvolve, nascendo peridicos a quantos feneam.

Honra, pois, aos verdadeiros divulgadores espritas e seus peridicos; que prossigam na cruzada de amor s letras doutrinrias, que faz fremir coraes e jubilam os espritas que a ela se dedicam.

biba-28/05/06 -20:00 hr


 Comentários antigos (Total: 13 )

Sou cética, mas admiro muito quem  os seguidores da Doutrina Esprita.Gostaria que me orientassem  como eu devo fazer para  conseguir algo de natureza mediunica que venha provar a existência de outa vida. Sinto-me vazia, necessito de algo  para me motivar a continuar viva.Quero ter F.

Obrigada, 


A doutrina Kardecista tem seus maiores adeptos entre os céticos, justamente porque, são estes os mais questionadores e que por sua vez vem de encontro ao prprio ensinamento da espiritualidade onde nos indica a questionar e investigar sempre.
Através da lgica e do bom senso conduz o estudioso de suas leis aos objetivos da sua busca no sentido de espiritualizar-se.

Para provar a existência de outras vidas atualmente é muito simples, você pode consultar alguns profissionais de psicologia e fazer uma regressão assistida.

Quanto a mediunidade, ela dispende de inicio um breve estudo sobre o bsico da mediunidade, aconselho o LIVRO DOS MDIUNS  inicialmente. Além disso é indicado a abstenção de carne vermelha, cigarro, bebidas e principalmente melhoria no comportamento geral.

Tudo temo seu preço, e o preço do seu objetivo é este. Da mesma forma que o cientista necessita de estudo e inmeras experimentações para provar a sua teoria ou criar o novo, o novo da dimensão espiritual também dispende um esforço minimo que seja.
Se possivel Leia também o Artigo: Fenômenos espritas - Ciência
Lando


DE MÃOS UNIDAS

Não temas,alma querida !...

O vendaval que se escuta,é a terra que vibra em luta,nos dias de transição.

Prossegue,ao clarão da fé,varando os campos sombrios,e os tremendos disafios

que agitam a multidão.

Aqui se fala de querra,ali,é o dio avançando,além,as provas em bando,arrancam duro clamor!...

Entretanto,continua de animo firme e atento,plantando,em cada momento,a paz que precede o amor.

Sê o ouvido em que se extingue,a gritaria do insulto,a força do braço oculto-Que serve sem reclamar...

Sê a palavra calmante,em que a discrdia termina,a compreenção que ilumina,em qualquer tempo e lugar.

Prossegue,trabalha,aprende,age e auxilia,alma boa,se alguém te fere perdoa.

Ante as trevas faze luz!

Não vais a ss...Muitos  somos...

E na imensa caravana,de socorro à vida humana....

O guia Exelso é Jesus.

(Maria Dolores)do livro Caminhos do Amor-"Francisco Cândido Xavier"

dindin


Que vos encontre em paz e harmonia.
Diante das minhas responsabilidades nos pequenos estudos que realizamos em relação Doutrina Esprita e do muito que venho recebendo da espiritualidade e dos amigos que nela estão h mais tempo, este texto trouxe algumas luzes e caminhos que devo refletir diante das posturas que tomamos frente à Doutrina Esprita.
Uma coisa é certa: bases são bases, hoje e sempre.
Edifica tua casa sobre a rocha e as guas não levarão.
Congratulo-me com vocês pelo empenho, dedicação e seriedade nos trtabalhos e iniciativas realizados no PORTAL.
Seja a paz do Mestre a envolver trabalhadores encarnados e desencarnados deste ambiente.


Muito bom seu artigo

 



A nossa querida Irmã Biba, como sempre abordando assuntos que me envolvem.J contei aqui, neste espaço sagrado dedicado aos comentrios que ajudam muito, embora isto pouca apareça -o que é muito bom- que frequento à FEIG, Federação Esprita Irmão Glacus, de BH-MG, e faço aqui o convite aos meus conterrâneos e aos nossos visitantes , patrcios ou não, que nos visitem e constatem o belo  trabalho de amor e caridade que , por nossa obrigação esprita, é praticado.Porém, nem tudo são flores. H espinhos também. E os maiores estão entre aqueles que nos dirigem. Quero salientar que é uma minoria. A maioria é exemplar. Mas, h palestrantres que dizem bobagens que espantam aqueles que vêm para nos conhecer, o nosso trabalho e, sobretudo, a nossa doutrina. Como não é de nosso interesse, através do terror psicolgico praticado em outras igrejas, prendê-los às nossas idéias, muitos se vão e não voltam mais. Confesso que, enfadado e contrariado, eu j, por diversas vezes me levantei e fui embora. Achei melhor tomar esta atitude  do que ficar ali sentindo-me desconfortvel e emando fluidos negativos da minha insatisfação. Os Centros espritas, eu creio, estão muito dispersos.  J li de um autor da nossa doutrina, que cada Casa tem um dono. Assenta-se na mesa de presidente e ali fica como um ditador durante muitos anos.Os escândalos que temos assistido na TV e que envolvem outras igrejas que têm este hbito ruim, mostra que a democracia , até nos templos, é a forma ideal de direção.E deveria ser uma democracia cristã. Nem Jesus, o Nosso Senhor, agiu como tal entre os apstolos. Tudo era decidido em reunião e isto era feito pela maioria. Até Jesus acatava. Os cristãos primitivos se reuniam nas catacumbas seguindo o exemplo do Mestre.E foi por isto que o cristianismo venceu. E continua vencendo pelas idéias. Mas, num terceiro domingo, 16/18hs, um "médium" se apresenta em diz receber um esprito de nome bem extranho. Eu não concordo com esta histria de nomes extranhos para espritos. Sou esppirita kardecista. Creio nas reencarnações. Em cada uma tive um nome e um sexo diferente. Estas coisas não são do esprito, mas da carne. Da necessidade que temos de nos organizarmos . Como creio na evolução através  de reencarnações sucessivas e não aceito a idéia de colônias espirituais onde os espritos teriam  até hospitais, além de vaidades e carências materiais, acho que os espiritos não tem nome porque, absolutamente não precisam deles para coisa alguma. Se comunicam de uma forma bem diferente da nossa. São luz. Corpos de luz. Inteligentes porque é deles, enquanto estão em ns, que vem a nossa inteligência. Se o esprito reencarnar precisando de luz, e ninguém conseguir alert-lo para isto, não importa onde nasça , vai ser uma pessoa de pouca utilidade  na sociedade dos encarnados. Se bem orientado, progredir e alcançar os outros mais evoluidos. Se não. Não tem dinheiro que os livrar da prtica constante do mal. E do auto-sofrimento. Gosto de dinheiro. Queria ter muito. Poderia fazer o bem, a mim, aos meus familiares, amigos e desconhecidos.Ter dinheiro é ter poder. Se não se é escravo dele.Houve pessoas que se mataram quando o perderam.Mas eu contava que, no terceiro domingo, na FEIG, um "médium" disse "por um espìrito que encorporou" que a doutrina esprita não precisa de adeptos.  Além de tudo, não é cristão. Jesus disse aos apstolos: "Farei de vs pescadores de homens" e "agora vão, façam milagres e preguem ". Para que? Para cumprir o objetivo de Sua vinda ao mundo. "Um s rebanho, um s pastor". A China vivia presa a Confcio e Lao Tsé. Mao disse: "quem muito lê mais burro fica". E mandou queimar tudo que era velho na China. Queria uma Nova China. Hoje a China é ou não é nova?  Era um continente de miséria e podridão. Hoje, o exemplo do mundo. Acho que este médium tem lido demais. Eu li muito também. Nunca, porém, demais. H que ler  e reler até entender a doutrina esprita. Tal como os chineses leram e releram o livro vermelho de Mao Dzé Dong.

Cara Irma Biba, cada dia q passa estou masi desiquilibrada,estou perdendo a fé.
Queria tanto ter forca para viver ser pelou menos feliz ,mais parece q td na minha vida d errado. as vezes eu tento levar na exportiva. quero ajuda!


Cara irmã, venha nos visitar neses endereços abaixo
abraços afetuosos
aguardamos a sua visita
Visite a sala de prece sempre que possvel para continuidade do tratamento, *Vibração e prece* aberta todos os sbado às 21 horas em: [www.lema.not.br/chat/]. Essa presença visa facilitar a atuação da corrente médica através do campo de vibração que se forma no espaço através da prece de todos os presentes.

 Visite a sala *Socorro Espiritual* aberta diariamente às 21 horas em [www.lema.not.br/chat/] como extensão da Casa Esprita a fim de manter a sintonia com o canal medinico de socorro que visa facilitar a atuação dos mentores do grupo de oração.

 Acesse www.lema.not.br/chat, todas as quinta-feiras às 21 horas e participe do Trabalho em Grupo "DEPRESSÃO - Caminhos de Cura". Você ir participar de uma dinâmica de grupo, envolvendo estudos de casos, técnicas de relaxamento, preces e acompanhamento, troca de experiências e debates com todos os Atendentes/Grupo de Oração da L.E.M.A. em paralelo ocorre a visitação espiritual a todos os presentes.".

www.lema.not.br


Com certeza a doutrina Espirita deve ser divulgada aos quatro cantos do mundo. Com a permissão dos irmãos fiz uma postagem no portal do LEMA. Missão dos Espiritas tirada do Evangelho.

http://www.lema.not.br/indexcanais.php?pagecanais=faq&acao=resposta⊂=&princi=Colunistas&recstart=0&q_id=885

Que fala exatamente sobre isso, divulgar, e é o q sempre faço. E enquanto vida tiver, falarei sobre esta verdade maravilhosa. Pois conhecereis... a Verdade e ela vos ...libertar é melhor maneira de auxiliar o prximo. Tem muitos irmãos desesperados, se eu puder ajudar um pouco que seja para min est timo. Quem precisar de ajuda, Espiritual ou uma palavra amiga que seja, o LEMA est a pra ajudar sem interesse nenhum, sem segundas intenções, nada disso. O irmão(ã) q precisar é s teclar: http://www.lema.not.br/oratorio/index.php
de que adianta ficarmos com verdades tão valiosas guardadas s pra ns isso seria egosmo. Que jesus a Luz do mundo ilumine a todos.


Todos nos que bebemos nessa fonte Divina, que é o espiritismo, devemos propaga-lo , para que todos que estiverem sufocados ,angustiados e desistimulados possam ser reconfortados e aliviados. "Tudo passa e a vida continua, ñ devemos abrir as porta para o desanimo , que é mal conselheiro. Renovemos diariamente a nossa força de vontade , para que nossa fé , ñ vacile.


Olha, o que eu acho exatamente é que a doutrina espirita ela não precisa ser divulgada porque essa ao meu ver se divulga por si mesma, sem mais


 

,Visitante: 10:63

Eu não entendi qual é o incomodo da divulgação é s ver: Missão dos Espiritas em:

*Erasto* no ano de 1863, Em o Evangelho Segundo o Espiritismo. Alias postei sobre esta pg neste Portal. A maioria tem seus canais de tv, ou horrios comprados, pra divulgar  de suas religiões, ou suas seitas. Enfim

cada um est no seu direito, usando da sua liberdade, de crer no que pra ele é verdadeiro. E sendo assim est tudo muito bom. O Espirita tem todo o direito de divulgar, e o dever de levar todos, que necessitam o Espirito da Verdade.

Fico muito grata com sua preocupação!


E  muito bom ser espirita.O brigada Meus DEUS, por tudo

 por vc ser espirita . um grande abraço.....


 


458|tatiane em: 28/03/2011 - 10:39:14

Em tempos de aflio,temos o conforto da f,e a certeza da existencia sublime de DEUS.Deus no condena o Senhor justo,somos ns mesmos que ns condenamos.QUE A LUZ DE DEUS ESTEJA SEMPRE VIVA DENTRO DE CADA UM DE NS,somos devedores e temos que espiar as nossas dividas,que Deus ns guie,


Faca um comentario sobre este artigo






 [] Cmara aprova Dia Nacional do Espiritismo
 []
 [] Deus no te Fez para sofrer!
 [] Eu fiz 5 mil abortos - Aborto
 [] Como doar sem ter?
 [] Sem aceitar o sofrimento, no encontramos a felicidade
 [] Suicidio
 [] Planejamento Reencarnatrio
 [] Recriando o paraiso na terra
 [] Introduo
 [] Mensagem de Ashtar Sheran Terra
 [] As contradies da Biblia
 [] Cmara aprova Dia Nacional do Espiritismo
 []
 [] Deus no te Fez para sofrer!
 [] Porque pais matam filhos
 [] Florilgio Natalino
 [] Evangelho no lar
 [] Tragdias coletivas: por qu?
 [] Doena - como enfrentar?
 [] Divulgao da doutrina - O Dever da Propagao
 [] Carinho, Porque e quanto pagar por ele?
 [] A dor de Jesus
 [] Splica
 [] T me capturaste, Senhor
 [] Sananda: Sua histria atravs de Ashtar Sheran e Athena